Primeiro Posto de Carregamento Rápido e inteligente (PCRi) para veículos 100% elétricos na Ilha da Madeira

Destaques, projetos

 In Destaques, projetos

Projeto INSULAE progride nas suas atividades de demonstração para alcançar a transição energética das ilhas

 

No âmbito do projeto INSULAE, a partir de hoje, dia em que termina a  Semana Europeia da Mobilidade 2021, está disponível o primeiro posto de carregamento rápido e inteligente para veículos elétricos na Ilha da Madeira, na Rua José da Silva “Saca”, Zona Velha da Cidade do Funchal, com utilização restrita e controlada (limitada aos utilizadores e veículos 100% elétricos aderentes ao projeto), fora da rede pública nacional de carregamentos.

Esta tecnologia permitirá um controlo inteligente sobre a potência de carregamento dos veículos elétricos, com o objetivo principal de melhorar a integração de energia elétrica proveniente de fontes de energia renovável, podendo ao mesmo tempo fornecer serviços de sistema à rede elétrica.

Este posto de carregamento é uma versão adaptada do já conhecido carregador rápido do parceiro tecnológico Efacec – QC45, permitindo o carregamento de veículos elétricos até 50 kW de potência de carga em corrente contínua e até 22 kW em corrente alternada. A adaptação desenvolvida no âmbito deste projeto permite a este carregador ficar ligado a uma plataforma de agregação, que transforma os pontos de carga de veículos 100% elétricos em ativos de flexibilidade para o operador de rede, possibilitando o aumento de integração de renováveis no sistema energético, sem comprometer a mobilidade dos utilizadores de veículos elétricos.

Os 25 futuros utilizadores deste posto de carregamento foram sujeitos a um processo de seleção desencadeado pela EEM e pela ACIF-CCIM, concordando com os termos de utilização dos testes. e demonstrações-piloto a que o projeto se propõe.

Está ainda prevista a instalação e demonstração-piloto no mesmo local de um segundo carregador inteligente para veículos elétricos, denominado QC60, com uma configuração do tipo CHAdeMO| CCS | AC22 (tomada), com carregamentos rápidos até 60 kW (em corrente contínua) e carregamentos semirrápidos até 22 kW (corrente alternada), com capacidade para carregar até 3 veículos em simultâneo.

Relembramos que o INSULAE é um projeto cofinanciado pela Comissão Europeia, através do Programa Horizonte 2020, que tem como objetivo fomentar a implementação de soluções inovadoras para a descarbonização das ilhas da União Europeia. Teve início em abril de 2019 e terá a duração de 4 anos.

O INSULAE agrega 26 parceiros de diversos países, incluindo instituições de pesquisa, universidades, serviços públicos, municípios e empresas que atuam no setor da energia, sendo o consórcio liderado pelo centro de pesquisa espanhol CIRCE. Na Madeira, os parceiros do projeto são a EEM – Empresa de Electricidade da Madeira, S.A., que lidera as atividades a desenvolver na Madeira, e a ACIF – Câmara de Comércio e Indústria da Madeira.

Através de demonstrações em três ilhas-faróis localizadas na Croácia (Unije), na Dinamarca (Bornholm) e em Portugal (Madeira), está a ser estimulada a implementação de soluções inovadoras para a descarbonização das ilhas da União Europeia.

Está planeado um conjunto de intervenções, diretamente ligado a sete casos de uso replicáveis, cujos resultados irão validar uma ferramenta de planeamento de investimentos que será posteriormente demonstrada em quatro ilhas seguidoras, localizadas em Espanha (Menorca), na Alemanha (Nordenrey), na Grécia (Psara) e em Guadalupe (Maria Galante), e consequentemente no desenvolvimento de quatro planos de ação respetivos.

As três ilhas de demonstração escolhidas complementam-se em vários aspetos tais como: localização, tamanho, ligação com o continente, desenvolvimento económico, percentagem de renováveis e quantidade de emissões. Pretende-se demonstrar que os sistemas energéticos baseados em fontes renováveis são 40 a 70 % mais baratos do que a produção a diesel. Neste sentido, as ilhas intervencionadas pelo INSULAE, poderão alcançar uma redução média de 11 % no consumo de combustíveis fósseis.

O orçamento do projeto ascende a doze milhões de euros, estando estimado para a RAM um orçamento de cerca de um milhão de euros.

 

Start typing and press Enter to search